sexta-feira, 9 de março de 2012

STALIN e os burgueses do campo ( os Kulaks)-Fortalecimento da URSS.


A NEP, implantada por Lenin, no inicio do novo sistema revolucionário  na Rússia,  deu margem a que se fortalecessem  os kulaks ou seja, os camponeses ricos.
Um grupo  dentro do  partido se opôs  a que essa gente fosse neutralizada bruscamente e entendiam que deveria haver negociações pacificas.
Entretanto, Stálin avaliava que  a pretensão desse grupo era restaurar o capitalismo e que eram  agentes dos camponeses ricos; dessa forma, precisou promover sua neutralização e a dos kulaks.
Com a liquidação dos kulaks, procedeu-se à coletivização total do campo.  Quanto aos  excessos praticados em alguns lugares onde se impuseram medidas para as quais os camponeses não estavam preparados, foram devidamente ciritcados e tomadas as providencias pelo proprio Stalin.
Resolvido esse problema, foi feito o primeiro plano qüinqüenal, cuja meta era a reconstrução de todos os ramos da economia com base na técnica moderna
Stalin considerava que com a liquidação dos Kulaks, "triunfou a possibilidade de construção do socialismo num só país”
Pelo segundo plano quinquenal, tiveram exito  realizações em todos as áreas: economia ; cultura,  ciências, educação pública e  luta ideológica.
Necessário se tornava, agora,   uma revolução cultural no sentido de preparar e capacitar  membros do proletariado para aprenderem  a técnica e assumir funções de direção.
Pelo que foi chamado de  movimento stakanovista “,dezenas e centenas de milhares de trabalhadores envolveram-se nesse movimento com o intuito de  assimilar a técnica e conseguir aumentar a produtividade socialista do trabalho na indústria, na agricultura e no transporte
Em 1936, o XVIII Congresso dos sovietes aprovou a nova constituição da URSS, a constituição do socialismo, garantindo não apenas liberdades formais como as constituições burguesas, mas “amplíssimos direitos e liberdades aos trabalhadores, material e economicamente, assegurados por todo o sistema da economia socialista que não conhece as crises, a anarquia nem o desemprego”.
A meta era ultrapassar em  10 ou 15 anos seguintes os países capitalistas no terreno econômico.
No XVIII Congresso, Stálin disse: “É possível construir o comunismo em nosso país, mesmo no caso de se manter o cerco capitalista”.
Em 1939, diante da crise do mundo capitalista com o inicio das ocupações nazistas, o congresso aprovou a orientação de Stálin de uma política de paz e de fortalecimento das relações com todos os países, não permitindo que a URSS seja arrastada a conflitos por provocadores.Daí porque o pacto de não agressão com a Alemanha.
O ano de 1940 registrou um aumento sem precedentes da produção na URSS e em 1941, quando o povo soviético se preparava para comemorar novas vitórias, Hitler rompeu o pacto e invadiu a URSS.
Para centralizar a defesa e coordenar a luta de libertação nacional, o Conselho de Comissários do Povo criou o Comitê de Defesa do Estado, nomeando Stálin seu presidente.
O povo respondeu com toda disposição e os invasores, que acreditavam dominar a URSS em dois meses, fracassaram.retirando-se totalmente derrotados,   em 1944.
A URSS foi o país que mais sofreu com a agressão nazista, tanto em perdas econômicas quanto em humanas, mas, poucos anos depois, já se recuperava e alcançava os níveis anteriores de produção na indústria e na agricultura,
A guerra fria ,  famoso  golpe  dos EEUU juntamente com seus cúmplices e colaboradores ou seja, os  outros países capitalistas, desrespeitando o acordo de   Yalta *, não logrou êxito em impedir essa recuperação da URSS.
Stalin morreu em 5 de março de 1953, deixando uma lacuna jamais preenchida na URSS e enlutando também o movimento comunista em todo o mundo.
Os operários fizeram cinco minutos de silêncio,  milhões de pessoas  no país acompanharam o enterro do  líder e em vários países os operários prestaram sua homenagem.
A burguesia mundial e os dirigentes russos após o XX Congresso do PCUS, lançaram inúmeras acusações contra   Stalin que se disseminaram pelo ocidente contudo, quem foi testemunha de seus feitos pois viveu  naquelas épocas , e mesmo quem estuda ,observa e interpreta  os fatos á luz da racionalidade , da coerencia histórica, sabe que “Foi tudo invenção capitalista”( frase de Oscar Niemayer).
***********************************
* A Conferência de Yalta, também chamada de Conferência da Crimeia, é composta por um conjunto de reuniões ocorridas entre 4 e 11 de fevereiro de 1945 no Palácio Livadia, na estação balneária de Yalta, nas margens do Mar Negro, na Crimeia. Foi a segunda das três conferências em tempo de guerra entre os líderes das principais nações aliadas (a anterior ocorreu em Teerã, e a posterior em Potsdam).


Os chefes de Estado dos Estados Unidos da América (Franklin D. Roosevelt) e da União Soviética (Josef Stalin), e o primeiro-ministro do Reino Unido (Winston Churchill) reuniram-se em segredo em Ialta para decidir o fim da Segunda Guerra Mundial e a repartição das zonas de influência entre o Oeste e o Leste.


Em 11 de fevereiro de 1945, eles assinam os acordos cujos objetivos são de assegurar um fim rápido à guerra e a estabilidade do mundo após a vitória final.

Fonte de consulta : Jornal A Verdade, edição numero 51; Brar, Harpal, Trotskismo x Leninismo; Stalin, J.-Em defesa do Socialismo Cientifico;  Ramos, Graciliano- Viagem; Pereira, Osny Duarte-Juizes Brasileiros Por trás da Cortina de Ferro;http://pt.wikipedia.org/wiki/Confer%C3%AAncia_de_Ialta


Postar um comentário

Documentários e Vídeos

Intelectual da Ucrânia fala sobre as "repressões de Stalin"  ¡Stalin de acero, conciencia del obrero! O nome da Rússia: Stalin, por Valentin Varennikov 

Postagens populares

Seguidores