domingo, 2 de março de 2014

Michael Parenti - A Cruzada Anticomunista


Anticomunismo de Indústria

Ser comunista, ou ser anticomunista é uma questão que diz respeito ao enfoque ideológico de cada um. O autor deste livro, Michael Parenti, professor universitário norte-americano e jornalista especializado em ciência política, não é comunista, nem tem afinidades filosóficas com o marxismo.

No entanto, achou oportuno e necessário escrever este livro,

A Cruzada Anticomunista,

porque constatou, ao longo de documentada pesquisa, que o “anticomunismo” ultrapassou seus confessados propósitos para se transformar numa histeria de violência, de absoluto desrespeito pelos direitos.fundamentais do homem.

Partindo da realidade imediata, que é a norte-americana, Michael Parenti extrapola suas conclusões para o plano internacional, e conclui que “o anticomunismo produziu e continua produzindo corridas armamentistas, terror nuclear, fortalecimento de autocracias opressivas, reacionarismo anti-revolucionário, morte ou incapacitação física de milhares de jovens soldados norte-americanos, genocídio de centenas de milhares de civis indefesos”.
Postar um comentário

Documentários e Vídeos

Intelectual da Ucrânia fala sobre as "repressões de Stalin"  ¡Stalin de acero, conciencia del obrero! O nome da Rússia: Stalin, por Valentin Varennikov 

Postagens populares

Seguidores