sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

O Papel da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas na Vitória Aliada Durante a II Guerra Mundial.




Por: João Claudio Platenik Pitillo

Introdução
Essa pesquisa foi sistematizada de forma a jogar luzes sobre números e fatos acercada participação soviética na II Guerra Mundial, que são omitidos e distorcidos a pelo menos50 anos nos países capitalistas. Na impossibilidade de tratar de todos os fatos envolvendo aUnião Soviética (URSS) na Segunda Guerra Mundial nesta monografia, escolhi dar ênfaseaos acontecimentos pós Batalha de Kursk, que a meu ver, foram os mais vitimados pelafalsificação proveniente da “Guerra Fria”.
A “Guerra Fria” que teve na cultura um de seus maiores campos de batalha forjouideólogos, escritores, historiadores, jornalistas e demais interessados na matéria, muitohábeis em relatar uma Segunda Guerra Mundial que se resumia ao massacre dos judeus, aodesembarque na Normandia e ao ataque japonês a Pearl Harbor. Com isso, o Ocidentepassou a consumir a cada 06 de junho uma série de produções onde a URSS não estápresente.

A idéia nas linhas a frente é mostrar os esforços soviéticos para derrotar os nazistase também as trapaças dos Aliados, comparando quantitativamente as ações entre as FrentesLeste e Oeste. Com isso quero trazer a tona o papel preponderante da URSS na derrota doEixo e seus satélites, assim como a emergência de um poderoso Exército Vermelho que nãoé conhecida quando se fala em Segunda Guerra Mundial na historiografia Ocidental.
É indiscutível a importância da primeira fase da guerra para compreendermos asdemais. Sobre essa primeira fase, os soviéticos contavam de junho de 1942 a março de1943, a segunda ia de abril de 1943 até junho de 1944 e a terceira fase até agosto de 1945.Tive que evitar tratar da primeira fase por motivos conceituais acadêmicos que no tempopresente exigem uma maior precisão e uma menor generalização.
Passando para a segunda fase procurei detalhar os desdobramentos da Batalha deKursk, período onde o contra ataque soviético desenvolveu-se com uma magnitude épica.As Batalhas de Moscou e Stalingrado serão tratadas de forma introdutória para quese compreenda de forma cronológica o desenrolar dos fatos até o final da Batalha de Kursk

Baixar documento  (4shared)

ÍNDICE

  • Agradecimentos – 03
  • Introdução – 06
Capítulo I
  • Resistência e Vitória – 07
  • Ataque a Moscou – 09
  • A Batalha de Stalingrado – 16
  • Um Pouco Antes da Batalha Kursk – 25
  • A Batalha de Kursk – 28
  • 1944 o Ano do Avanço – 37
  • A Libertação de Leningrado – 39

Capítulo II
  • Operação Overlord X Operação Bagration – 48
  • O Dia D - 56
  • A Libertação da Polônia - 60
  • A Libertação da Romênia - 68
  • A Libertação da Bulgária - 79
  • A Libertação da Iugoslávia - 82
  • A Libertação da Hungria - 87
  • A Libertação da Tchecoslováquia - 99
  • A Libertação da Áustria - 109
  • A Libertação da Finlândia - 113
  • A Libertação da Noruega - 118
  • Outras Libertações - 123

Capítulo III
  • Alemanha 1945 - 124
  • Pronunciamento do Camarada J. V. Stálin ao Povo no Dia da Vitória - 148
  • Conclusão – 150
  • Bibliografia - 152


O Papel da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas na Vitória Aliada durante a II Guerra Mundial
Postar um comentário

Documentários e Vídeos

Intelectual da Ucrânia fala sobre as "repressões de Stalin"  ¡Stalin de acero, conciencia del obrero! O nome da Rússia: Stalin, por Valentin Varennikov 

Postagens populares

Seguidores