Agora

sexta-feira, 20 de maio de 2011

A relação de Lênin e Stálin


Lênin e Stálin


Trechos retirados da biografia de Lenin, de autoria do Instituto de Marxismo-Leninismo de Moscou, 1943, p. 181-183.

"Lenin demonstrava uma excepcional preocupação por Stalin. Em julho de 1921 ele recebeu notícias do Cáucaso do Norte dizendo que Stalin estava doente. Ele imediatamente enviou a seguinte nota para Orjonikidze: 'Primeiro: me informe do estado de saúde de Stalin e a opinião dos médicos sobre isso.'Alguns dias depois ele telegrafou novamente: 'Deixe-me saber o nome e o endereço do médico que está cuidando de Stalin e me diga quantos dias mais Stalin ficará afastado.'

"Muitas outras vezes ele telegrafou para Orjonikidze: 'Estou surpreso que você está tirando Stalin de seu repouso. Ele deve descansar pelo menos de 4 a 6 semanas.'

"Lenin também demonstrou preocupação pelas condições sob as quais Stalin vivia. Em uma nota ao Comandante do Kremlin ele informou a este último (em novembro de 1921) que o apartamento de Stalin era barulhento e que Stalin não podia dormir à noite (havia uma cozinha no apartamento ao lado da qual sons eram ouvidos desde bem cedo até tarde da noite). Ele então requisitou que Stalin fosse transferido para um apartamento mais calmo, que isso fosse feito imediatamente e que ele fosse informado quando estivesse pronto.

"Em uma nota a seu secretário escrita em dezembro de 1921, Lenin escreveu: 'Quando Stalin levantar (não o acorde) diga a ele que a partir das 11 da manhã eu estarei em uma reunião (no meu quarto) e que eu estou pedindo seus números de telefone (se ele tiver que sair) porque eu tenho algo para falar com ele ao telefone.'

[...]

"Depois do Congresso *, o Comitê Central, sob proposta de Lenin, elegeu Stalin - fiel discípulo de Lenin e seu mais próximo companheiro - como Secretário Geral do Comitê Central, e este posto Stalin ocupa sem interrupção desde então."

NOTAS

* Isso é, o 11º Congresso do Partido, o último do qual Lenin participou. Nota do tradutor.


Tradução realizada pelo blog "O Marxista-Leninista".



Postar um comentário