sábado, 7 de abril de 2012

Por que a segunda internacional toma Trotsky sob sua proteção


Por N. Krupskaya *

Os trotskistas e zinovievistas não se preocupam com o futuro das massas. Tudo com o que eles se preocupavam era como eles poderiam agarrar o poder, mesmo se isso fosse com a ajuda da Polícia Secreta do Estado Alemão e dos mais selvagens inimigos da ditadura do proletariado, ansiosos para restaurar o estado burguês da sociedade e a exploração capitalista das massas de trabalhadores no país dos Sovietes.

Não foi por acidente que Trótsky, que nunca captou o caráter essencial da ditadura do proletariado, que nunca compreendeu o papel desempenhado pelas massas na construção do socialismo, Trótsky, que acreditava que o socialismo poderia ser construído a partir de ordens superiores, optasse pela via de organizar atos terroristas contra Stálin, Voroshilov, e outros membros do Bureau Político que estão ajudando as massas a edificar o socialismo.

Não foi por acaso que o inescrupuloso bloco em torno de Kamenev e Zinoviev andou junto com Trótsky, passo a passo, em direção ao abismo da insondável traição à causa de Lênin, a causa das massas trabalhadoras, a causa do Socialismo.

Trótsky, Zinoviev, Kamenev, e todo o seu bando de assassinos, trabalharam lado a lado com o fascismo alemão e formaram uma aliança com a Polícia Secreta do Estado Alemão. Daí a unanimidade de todo o país em sua exigência: "Esses cães malucos devem ser fuzilados!" Eles desejavam semear a confusão nas massas. Eles queriam assassinar o Camarada Stálin, o coração e o cérebro da Revolução. Eles falharam. O miserável bando de canalhas foi executado. As massas estão se reunindo mais próximas do que nunca em torno do C.C.; Sua lealdade a Stálin é mais forte do que antes.

Nem é acidental que a Segunda Internacional se comporta como se tivesse enlouquecido, apressando-se para proteger o bando assassino de Trótsky e Zinoviev, e esforçando-se para desmanchar o Front Popular. De Brouckere, Citrine, e seus companheiros, pedem perdão por todas as malfeitorias cometidas pelos inimigos da classe operária da União Soviética, contra seu Partido e seus líderes. No uivo anti- soviético levantado pelo mundo burguês, a voz da Segunda Internacional é a mais alta. A Terceira Internacional nasceu da luta contra a Segunda Internacional. Com o auxílio de renegados, Kautsky e seus comparsas, a Segunda Internacional continuou numa selvagem direção caluniosa contra a ditadura do proletariado, contra o poder soviético. A Segunda Internacional se empenha em atenuar e derrotar a ordem capitalista e em atirar areia nos olhos das massas operárias. Portanto, ela agora apóia o agente da Polícia Secreta do Estado Alemão, Trótsky. Mas a tentativa foi um fracasso. Nossa terra soviética se tornou uma terra poderosa, e ergue cada vez mais mais alto a bandeira do Comunismo. Com firmes passos ela avança constatemente no caminho indicado por Marx, Engels e Lênin. Nem os trotskistas, nem os partidários de Zinoviev, nem a Segunda Internacional, obterão êxito em esconder o fato e em jogar areia nos olhos das massas. A situação tensa do cenário internacional e a ameaça do perigo da guerra aumentarão a cautela dos trabalhadores e aumentarão e reforçarão o Front Popular das massas trabalhadoras do mundo inteiro.

Notas 

*Revolucionária russa, esposa de Lênin

Publicado em International Press Correspondence', 12 de setembro de 1936, Volume 16, No 42, p.1162


Fonte - O Marxista-Leninista
Postar um comentário

Documentários e Vídeos

Intelectual da Ucrânia fala sobre as "repressões de Stalin"  ¡Stalin de acero, conciencia del obrero! O nome da Rússia: Stalin, por Valentin Varennikov 

Postagens populares