Agora

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Massacre de Katyn: a Rússia se desculpa por algo que não fez...



A seguinte notícia é do site Euronews, de 16 de Abril de 2012.

Setenta e dois anos depois do massacre de Katyn pelo exército soviético cai a sentença.

O Tribunal europeu dos direitos do homem condenou a Rússia pela não respeito dos direitos dos descendentes.

O tribunal não satisfez a reclamação dos familiares dos mortos quanto à ineficiência dos investigadores russos, decidindo, no entanto, que a Rússia não informou os requerentes suficientemente sobre o destino de seus familiares falecidos.

Após a invasão pela URSS, em setembro de 1939, de regiões polaca do Leste, em virtude do pacto germano-soviético, cerca de 22.000 oficiais polacos, prisioneiros do Exército Vermelho, foram abatidos na floresta de Katyn e em Mednoe (Rússia), assim como em Kharkiv (Ucrânia).

Durante décadas, a União Soviética acusou os nazis por esses assassinatos. Só foi em abril de 1990 que o dirigente soviético Mikhal Gorbatchev admitiu a responsabilidade de seu país nesses massacres.

A História de Katyn é basicamente essa: em 1940, os Alemães nazistas descobriram uma cova cheia de corpos de 20 mil oficiais poloneses. Todo mundo meteu o pau na União Soviética de Stalin, acusando a NKVD de ter cometido tal crime.

Até hoje, vários neo-nazistas e anticomunistas de outras correntes, usam do argumento de Katyn pra falar de "um crime soviético que a mídia internacional-esquerdista não fala".

Eu sou adepto do argumento da direção stalinista de que foi a Alemanha. E eis por que:

Ø  Porque, pra início de conversa, quem primeiramente “descobriu” as covas foram os alemães. Se os soviéticos tivessem feito eles poderiam fazer o mesmo para culpar os nazistas. Mas somente quando os alemães descobriram e tornaram o acontecimento algo público, foi que a URSS se pronunciou.

Ø  Porque não entendo que motivos levariam a URSS a fazer algo assim. Eles matariam 20 mil prisioneiros de guerra da Polônia (que poderiam ser usados contra o inimigo em alguma estratégia), gastariam balas que usariam contra os nazistas, deixariam os 20 mil corpos expostos para todo mundo ver... E ganhariam o que? Se a URSS tivesse feito isso, seria para que todo o mundo soubesse que foi ela.

Ø  Porque, desde cedo, evidências de que foi um crime nazista são gritantes. Em especial o fato de que as balas das armas que mataram e o fato de que o ministro nazista Goebbels escreveu em seu diário em 18 de maio de 1943, "desgraçadamente a munição alemã foi encontrada em Katyn. É fundamental que este incidente se mantenha em segredo. Se for conhecido pelo inimigo, todo o assunto de Katyn terá que ser abandonado",

Ø  Porque há Evidências firmes e concretas de que documentos soviéticos que falam do crime foram falsificados. De acordo com o falecido deputado comunista russo, Viktor Ilyukhin, várias marcas de carimbos datavam dos anos 70.

Ø  Porque quem mais tinha a ganhar com um Massacre feito pelos bolchevistas eram os nazistas, em especial os seus Serviços de Propaganda.

Ø  Porque, a não ser que os soviéticos não tivessem noção alguma de estratégia político-militar (o que não é o caso, tanto é que ganharam a guerra), massacrar os soldados de um país cujo governo (exilado) eles haviam se aliado iria trazer péssimas consequências (e trouxe, pois o governo polonês em exílio rompeu relações com a URSS por causa de Katyn). Pra não falar do Comando Aliado.

Ø  Porque todos os julgamentos sobre Katyn são feitos por tribunais da UE e quem primeiramente afirmou que a culpa era da URSS foi Gorbatchov, o canalha que destruiu o país quando tentava se tornar amigo do Ocidente.

E isso é só a ponta do Iceberg. Porém, não me aprofundarei nisso. Quem quiser, que veja os seguintes sites. Os dois primeiros estão em inglês.


Então, basicamente essa é a história do Massacre de Katyn. Um crime nazista.

Mas, pior que isso, um crime nazista –mas que toda a mídia internacional usa para suas babaquices anticomunistas. E a Polônia, ao invés de cobrar justiça da Alemanha, prefere ficar enchendo o saco dos russos. E o governo russo covardão se desculpa por algo que simplesmente não fez. Que desgraça!  

Postar um comentário